Cibercultura #15

A primeira década do século XXI já faz parte do nosso passado recente. Assim mesmo um grupo de pessoas ainda insiste em viver com valores do século que não existe mais.  Ainda não temos o padrão de vida dos Jetsons, provavelmente, nunca teremos. Mas aquilo era apenas um desenho animado, dos estúdios Hanna Barbera, uma projeção de ontem do que poderia ter sido o nosso amanhã.


Por outro lado, um outro grupo ainda minoritário em nossa sociedade já imagina o futuro associando o homem à máquina. Os transtropianos( Leia mais em https://tecnocibernetico.wordpress.com/2010/07/27/cibercultura5/ ) já idealizam a vida longe do corpo humano. Você acredita que isso ainda seja impossível? Talvez não. Abandonar o corpo humano para viver dentro de um hardware ou coisa similar?


Hoje já é comum utilizarmos lentes de contato, marcapassos para
auxiliar o funcionamento do coração, silicones para acentuar a
sensualidade dos corpos femininos, além de operações de mudanças de sexo. Até mesmo o questionamento da existência de Deus é algo ultrapassado. Entretanto, a fé humana ainda continua sendo um
mistério. Existiria mesmo um sentido para a vida?



Talvez a ficção tenha sido a maior invenção da humanidade. Ou seja,
você precisa acreditar em algo para seguir adiante. O que seria do ser humano se não fosse a fé? Então a fé seria uma espécie de ficção Enfim, mas apesar de todos os avanços da raça humana, antes mesmo da invenção da roda, nos levaram e ainda nos levam para um mundo de intolerância e de um consumismo extremo.  Mas que evolução seria essa?

Enquanto isso a violência corrói o tecido social. A indústria bélica fatura alto com as guerras e conflitos armados por todo o planeta Terra. Os mendigos se alastram pelas cidades. Ao mesmo tempo que os shopping centers, paraísos do consumo, se levantam nos grandes aglomerados urbanos. A filosofia se transforma em fetiche de
intelectuais. Para onde caminha a humanidade?


Isso lembra a trama de Ray Bradbury  “Farenheit 451”, https://tecnocibernetico.wordpress.com/2011/03/18/resenha-livro-fahrenheit-451de-ray-bradbury-ficcao-cientifica-sobre-a-importancia-da-leitura-em-nossas-vidas/ , publicado pela primeira vez em 1953, onde em um futuro distópico os donos do poder elegem os livros nocisos à humanidade epassam a queimá-los.


De uma certa forma a mensagem de “1984” de George Orwell também trata deste mesmo questionamento. Ou seja, mais uma vez nos deparamos com o mito da caverna de Platão. Entretanto, ao invés de rompermos com a escuridão em busca do conhecimento parecemos nos acomodar ao mundo das sombras. Como se a vida resumisse à uma Matrix https://tecnocibernetico.wordpress.com/2011/05/09/revendo-dvd-matrix-o-filme-por-carlos-pompeu/ .



Na verdade, aparentemente, estão tentando nos enganar. Como Philip K. Dick https://tecnocibernetico.wordpress.com/2010/08/03/cibercultura-7/ tentou nos avisar por meio de sua ficção científica. Nem tudo é o que aparenta ser. Então, questione. Não seja um produto descartável com prazo de validade. Não basta consumir. Pense. Eu sei que você é capaz.


Philip K.Dick

Anúncios

1 comentário

  1. Oi cara, entrei aqui através do blog do 303, eu estou com uma proposta de realização de um documentário sobre o festival que enviei por e-mail para o endereço disponivel no site 303artfestival.com
    Mas como o email para contato é apenas um, fico com receio q talvez a proposta nem seja lida. Sei que esse não é exatamente o espaço para isso, mas se vc puder dar uma força… Se quiser posso lhe enviar a proposta tbm.
    É isso, abraços

    (Sobre o seu post) Platão acreditava que o amor a sabedoria seria capaz de elevar a alma humana, para além das sombras da prisão. O amor, que acompanha necessariamente o desejo pelo que é bom aproxima a alma mortal da imortalidade, pois os frutos do amor se estedem ao infinito. Então ame, como os beatles já disseram All You Need Is Love

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: