Ficção – “NYX – A Magia da Noite” Parte III ” A Queda dos Anjos” (Capítulo XX -“A Semente da Maldade”)

“A Semente da Maldade”

 

A discórdia é a semente da maldade. A Guerra de Tróia era o resultado desta terrível equação. Por isso, Eris, a deusa do caos, era venerada pela Ordem dos Vampiros. No entanto, a mãe de Frederico Flamel, o jovem alquimista, era uma uma sacerdotisa de Avalon. Além disso, a senhora da Magia sempre atuava em favor de seus descendentes. A bela de cabelos ruivos, na flor de sua idade, também era conhecida como Blanche e apaixonou-se, perdidamente, por um aventureiro.

Com ele teve um filho. O que havia de bom dentro dele fecundou a
sacerdotisa. Às vezes duas pessoas distintas se uniam para que uma
terceira existisse. Foi isso que ensinaram à Morgana quando esta ficou
grávida do futuro rei Artur. A existência desta pessoa seria dedicada
a cumprir sua lenda pessoal.

Após o nascimento de Frederico seus olhos se encheram de lágrimas.
Aquela criança em seus braços teria uma vida inteira a ser vivida.
Esta deveria ser repleta de harmonia e paz. Afinal, era o fruto do
amor. Mas ela sabia que haveria de seguir seu caminho em meio as
sombras para proteger e iluminar aquele ser que havia sido gerada ,
pelo amor, dentro do seu próprio corpo. Entregou a criança para seus
avós paternos, Nicolas e Perrinele.

Despida do medo e com a armadura da coragem e com o espírito desarmado
de maldade ou por sentimentos que a aproximavam das trevas do
desespero foi até Miguel Dragão, o vampiro, que fez o papel de
Mefistóteles  para seu amado Fausto em sua tragédia pessoal.
Em troca da salvação da alma daquele pobre homem que ficou cego pelo
desejo.Ofereceria, em sacrifício, sua própria vida. Por isso, Blanche se tornou uma alma penada.

Sem dúvida haveria  de ser uma proposta tentadora. Mais uma feitiçeira
morreria queimada na fogueira. Algo nefasto que enchia de orgulhos os
olhos do mal. Como recusar este manjar que estava sendo servido em uma
bandeja de prata? Vladislaus, como o príncipe regente das trevas, foi
consultado e aprovou o acordo.

Entretanto, antes de vagar como uma alma penada pelo vazio da
existência, antes mesmo de virar um maldito fantasma cheio de culpa,
Blanche, conseguiu deixar como lembrança uma proteção para seu filho
que nunca a chamaria de mãe. Mas o seu amor era incondicional e
haveria de servir como uma espécie de luz em meio às trevas
metafísicas que tentariam atormentar seu filho.

Assim, como herança, deixou alguns artefatos mágicos que na idade
adequada foram entregues por seu avô. Isto porque Blanche
sabia que o vampiro que usurpava o nome do arcanjo, na verdade o
maléfico Moloc, citado na Bíblia, voltaria a perturbar seu filho Frederico. Ofertou-lhe um capuz como o que o deus dos mortos, Hades, possuía para se tornar invísivel como se estivesse revestido por um manto de escuridão.

A eminência de um ataque era bastante plausível. Tanto que quando
aconteceu, apesar do medo proporcionado, utilizou-se do artefato. Além
disso, com seus conhecimentos escondeu o livro no fundo de sua alma e
com a possibilidade de poder realizar um encanto se transformou em
outra pessoa.

Entretanto, após se transformar em Bernardo Belisário, passou a
trabalhar com finanças. Afinal, com esta atividade, continuou cuidando
dos bens e da fortuna acumulada por sua família. Frederico Flamel teve o
cuidado de não deixar que Bernardo Belisário soubesse sobre sua
origem. Desta forma, acreditava que poderia enganar o lado sombrio da
noite. Todavia, os tentáculos do poder maléfico de Vladislaus já havia
rastreado de onde surgira o dinheiro daquele até então desconhecido
investidor do mercado de ações.

Logo, apesar das poucas relações sociais, Bernardo aproximou-se de um
casal que considerou como amigos. Seus nomes eram Bruno e Alice. Ambos
trabalhavam nas empresas de Vladislaus, o magnata das comunicações. Inclusive, Bernardo Belisário, foi convidado para a celebração do
casamento do casal. Mas aquilo soava como se fosse uma armadilha para
apanhá-lo. Mas não contavam com a confusão de horários que acabou
sendo sua chance de escapar da armadilha. Suspeitavam que se tratava
do alquimista que havia sumido. Entretanto, Frederico Flamel manteve
Bernardo desmemoriado para  que não despertasse atenção. Também não
tinham noção da presença do seu Romão, um lobisomem, que resguardaria
o alquimista em seu disfarce. A maldição da lua cheia havia lhe
salvado dos aborrecimentos causados pela hemofilia. Entretanto, ficou
em dívida de gratidão com o licantropo que acuado e perseguido pelo
inescrupuloso vampiro Miguel Dragão.

Morreu, diante seus olhos, em seus braços. Isto após transformar o
descendente dos Romanov, o filho da princesa Anastácia, em uma fera
monstruosa semelhante aquele homem, literalmente, na pele de um lobo
que após o beijo da morte se tornou uma carcaça disforme e fétida. Foi
então que seu Romão prometeu vingar se do vampiro. Assim como proteger
aquelas almas aflitas pela perseguição das forças do mal. Por isso ,
naquela noite de lua cheia diante da igreja que tinha a imagem do
arcanjo Miguel que acabou não sendo levada por causa da ação de seu
Romão que transformou Bernardo Belisário em um lobisomem e desta
forma manteve o oculto das sombras e se esquivou mais uma vez da
ganância maligna.

A Ordem dos Vampiros era capaz de qualquer maldade para colocar as
mãos em Frederico Flamel e arrancar do fundo de sua alma,
provavelmente com muito derramamento de sangue, o livro que permitiria
que Vladislaus invocasse Eris, a deusa do caos. Assim, em nome, da
filha de Nyx reinaria sobre a Terra como um demiurgo com a
disseminação da discórdia e do caos. Isto provocaria um abalo cósmico
por meio de um realinhamento dos planetas em relação ao sol que seria
enfim ocultado pela chegada da estrela negra de Sírius.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: