Crônica – “Bolo de Três Cor”

“Bolo de Três Cor”

Essa aconteceu no município de Pirenópolis, aliás berço cultural de Goiás, que fica à 150 km de Brasília, foi lá que surgiu o primeiro jornal da região Centro Oeste, chamado “Matutina Meiapontense”, na época do primeiro Império do Brasil. Pois bem, após estas palavras, vamos ao ocorrido.

Um mendigo bateu a porta de uma casa e pediu comida. Uma senhora atendeu e foi bastante amável com àquela alma necessitada. Pediu um momentinho, com toda educação e hospitalidade dos moradores daquela cidade. Retornou com alguns pãezinhos.

Para sua surpresa, o andarilho das ruas, foi tomado pela raiva e, bruscamente, jogou o alimento no chão e ainda direcionou um olhar de poucos amigos, para a tão atenciosa e distinta senhora, e soltou o verbo.

_ Não quero pão véio. Eu quero é bolo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: