“Sociedade dos Ciborgues” de Boris de Pedra – Episódio VIII – “Nada É o Que Parece Ser”

VIII

Max Melvedeck era uma boa pessoa. Um cara humano, prestativo, sempre disposto a ajudar o próximo. Todos gostavam dele. Era o típico boa praça. Não havia nada que o desabonasse. Tão pouco alimentava rancores ou pensamentos negativos. Max praticava esportes radicais. Sendo o montanhismo sua especialidade. Inclusive, prestava serviços, como parte de uma equipe de resgate em casos de emergência. Só que neste dia, o inevitável aconteceu. Era para ser algo simples. Três adolescentes não tomaram as precauções necessárias. Detalhe: chovia muito. Enfim, ocorreu um acidente.

Susana Sullivan, sua namorada, fica sabendo do infortúnio. As primeiras informações diziam que ele teria perdido parte de sua perna, abaixo do joelho direito. Por incrível que pareça, o Doutor Silício também tem conhecimento do ocorrido. Isto porque Susana trabalhava como sua assistente. Inclusive era tratada como Senhorita Sullivan no laboratório.

Sú, como Max a chamava na intimidade, havia começado como uma estagiária alguns anos atrás. Coincidentemente, quando começaram as pesquisas do Doutor Silício sobre o genoma humano.

Provavelmente, devido a isso, o Doutor Silício oferece o protótipo da cyberleg, uma perna cibernética para restaurar o corpo de Max. Em um primeiro momento, a Senhorita Sullivan não tinha como agradecer, estava encantada com tamanha gentileza do seu superior imediato.

Max havia sido levado para o hospital com o diagnóstico de morte cerebral. No entanto, como sua namorada, Sú, não queria aceitar a morte como resultado. Mas aquele incidente caberia como uma luva para os planos do Doutor Silício.

Então, com a cyberleg e a implantação de um neurochip, Max, vira um ciborgue e o neurocientista,Doutor Silício, fica admirado e a partir daí passa a passa a planejar uma nova sociedade. Susana é promovida. Mas, no entanto, seus valores morais colidem com os planos que foram encampados pelo bilionário Milton Bilderberg da indústria farmacêutica e que mais tarde se torna o controlador acionário majoritário de uma mega holding corporacional.

Acontece que Susana começa a perceber que existe algo por trás de tanta gentileza. O Doutor Silício, apesar de toda educação, não estava sendo sincero. Após algum tempo notou que seu chefe não seguia muito seus princípios morais. Isto a deixou incomodada. Inconscientemente começou a levantar suspeitas sobre os planos nefastos do Doutor Silício. Então, a Senhorita Sullivan passa a ser espionada. O que a deixa , literalmente, com a pulga atrás da orelha. Mas, finge fazer vista grossa. Sú comenta isso com o , reconfigurado ,Max . Mas, seu namorado não a leva à sério. Talvez pelo fato de ainda estar deslumbrado pelas novas possibilidades tecnológicas de seu corpo.

Na sua visão , ou pela nova ótica de um ciborgue, não deixando de ser ingênua, acredita que Sú, sua namorada está ficando paranoica. Talvez , possivelmente tenha sido induzido, no fundo chegue a pensar que se trata de ciúme. Assim, nessa linha de raciocínio, inconscientemente, ventila a possibilidade de que ela esteja com inveja das vantagens que agora possui. Afinal, agora ele era um ciborgue. Só que ela não comunga deste mesmo pensamento ainda não manifestado.

Max, tudo indica que por causa disso, acaba se distanciando de Susana e se vê envolvido com uma mulher misteriosa que lhe chama a atenção. Ele, Max Melvedeck, não sabe o motivo desta forte atração. No entanto, o nome dela é Synthia. Só que havia um detalhe que Max desconhecia. A deslumbrante, sensual e sedutora Synthia, na verdade, era o primeiro ser sintético criado pela BIOTECH, a empresa que o neurocientista Sidônio Silício montou com o auxílio financeiro de Milton Bilderberg. Tão pouco lhe passava pelo pensamento que mais tarde, a BIOTECH, viria a ser a materialização do seu medo, do seu pior pesadelo.

Talvez o nome correto para explicar o que Susana Sullivan sentia fosse mesmo pressentimento. Aos poucos e dolorosamente, para sua aflição e desgosto, Sú estava percebendo que existia algo que de certa forma não se encaixava direito. Por causa disso, provavelmente, ela acaba desaparecendo do mapa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: