Resenha DVD –GHOST WRITER (“O Escritor Fantasma”) de Roman Polanski

Resenha DVD –

GHOST WRITER (“O Escritor Fantasma”) de Roman Polanski

por Carlos Pompeu

 Um corpo aparece na praia. O homem responsável pelas memórias do ex-primeiro ministro britânico, Adam Lang, está morto. Acidente? Esse é o começo de “O Escritor Fantasma” de Roman Polanski, o mesmo diretor de Chinatown https://tecnocibernetico.wordpress.com/2011/04/24/revendo-dvd-chinatown-de-roman-polanski-com-jack-nicholson-faye-dunaway-e-john-houston/ , inspirado na obra de Robert Harris, que também assina o roteiro.

Não há dúvidas de que Adam Lang foi inspirado em Tony Blair, o premiê inglês que apoiou Bush em sua investida bélica sobre o Iraque. Inclusive, para refrescar a memória, referendou a mentira sobre o poder de fogo do inimigo, aliás nenhum, forçaram a barra mesmo.

Posteriormente, a tal agressão, surgem os relatos de tortura aos prisioneiros. Isto é bem destacado no filme. O que coloca Lang em maus lençóis. Então, é aí que entra em cena o ghost writer do título. No caso, escritor fantasma, em uma tradução literal, é um típico profissional de nossos dias.

Aliás, muitos textos que lemos em jornais  ou que estão no discurso dos políticos, os maiores clientes, são redigidos por outra pessoa. Motivos para isso devem existir vários, mas não vamos entrar em detalhes.

 O caso é que a pessoa que escreve, de fato, não leva o crédito e é conhecida como escritor fantasma. No filme, por exemplo, existe a promessa (ou oferta) de um pagamento de 250 mil dólares. O que se revela muito tentador. Ao longo da película outras tentações ocorrem, como a da carne.

Ewan McGregor interpreta o escritor fantasma de Adam Lang, interpretado pelo sempre convincente  inglês Pierce Brosnan. Ele, o fantasma, não entende de política, mas por isso mesmo se vende, para sua editora e seu agente, como o profissional ideal para a tarefa, pois assim poderá dar um enfoque mais pessoal as memórias do polêmico e midiático Lang.

Ao rever o filme, para ter um maior embasamento para comentá-lo, notei uma semelhança com “O Ilmuninado” de Stanley Kubrick. O personagem de Jack Nicholson também é um escritor. O ponto em comum , segundo meu “insight”, foi a da tragédia anunciada. Ou seja, parafraseando Gabriel Garcia Marquez, a crônica de uma morte anunciada.

Então, nos voltamos aquele corpo encontrado na praia do começo do filme. Acidente? No mínimo suspeito. Afinal, coisas estranhas começam a acontecer a partir do momento que assina o contrato para revisar e terminar os originais do “dead writer”. Aos poucos, o fantasma, vai fazendo descobertas sobre o que realmente aconteceu. O clima vai ficando sombrio e misteriosamente detetivesco. Mas ao contrário de Sam Spade ou Philip Marlowe, o fantasma, não é um detetive, mas um mero escritor.

Portanto, um mero contador de histórias que caiu de para-quedas em um mundo de conspirações e intrigas internacionais. Enfim, algo como a pessoa errada na hora errada. Um detetive tem lá sua cautela, afinal sabe que sua vida está em jogo, e por isso mesmo não costuma alisar malandro.

Já o nosso escritor, como é de se esperar, encarna a essência do romantismo. Tem boa índole e acredita que as pessoas são sinceras e verdadeiras. Alguns o chamariam de ingênuo. Alguém que não demonstra jogo de cintura o suficiente para estar entre víboras.

Além de fantasma e cego, o escritor,  não faz segredo algum  sobre suas dúvidas o que enrola o seu meio de campo , afinal a CIA está por trás de tudo, e devido a sua inexperiência, acaba sendo tragado pelo furacão.

Anúncios

2 Comentários

  1. Republicou isso em Tecnocibernetico's Blog.

Trackbacks

  1. Crônica – “O Olho do Furacão” por Carlos Pompeu « Tecnocibernetico's Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: