ULTRAJE A RIGOR X SWU – Nasce um símbolo da cultura brasileira

Ultraje a Rigor é Cultura

A jornalista Andréa Ascenção escreveu a biografia do Ultraje a Rigor, onde relata histórias engraçadas e a importância da banda no cenário musical brasileiro, que recentemente foi desrepeitada pela equipe do decadente roqueiro inglês Peter Gabriel. Aliás,a produção do SWU foi omissa ao permitir a invasão dos vassalos britânicos.

Quando eu vi, aquela selvageria, no youtube, puta que pariu, fiquei indignado. Ainda mais com o Roger. Puta que pariu! Todo mundo sabe que o Roger é gente fina. Isso foi o que mais me chocou. E que, me desculpe, que ação estúpida e desastrosa de entrar no palco durante a apresentação. Isso é uma afronta. Puta que pariu. Tinha que expulsar esses caras do país. Não é só pelo fato de ser uma ação que demonstra o espírito nazifacistas daqueles ingleses imbecis, mas sim, pela afronta ao espetáculo.

Ó senhor , tenha piedades desses idiotas. Eles são brutos, em espírito, para não entenderem que o que estava acontecendo era uma manifestação artística, uma celebração de música e paz, com total participação do público, que tinha no ULTRAJE A RIGOR, naquele momento, comparo com uma peça de Sófocles sendo encenada em Atenas , na Grécia, berço da cultura. Nunca ouvi dizer que os espartanos usaram de tamanha violência. Isso é irreparável.

Isso é um desrespeito a cultura de um povo. Os gregos nunca admitiriam isso. Fiquei indignado mesmo, mas passou. Agora, gosta ainda mais do ULTRAJE A RIGOR e tenho o maior respeito pelo Roger, vejam a elegância do homem ultrajado, em pleno voo, na plenitude de sua magia, em meio a maior celebração de paz e música, o caro foi fino. Infelizmente, pelos ingleses, só decepção. Eles acham que ainda são colonizadores. Meus ex-amigos, o mundo mudou, estamos no século XXI.

Enfim, a  vida segue e o ULTRAJE A RIGOR e essa vergonhosa ação gerou uma indignação tipo Ocupe Wall Street. Durante anos tínhamos os ingleses em nossas mentes e corações. Mas não eram e nem são um bom exemplo. Somos brasileiros e temos a nossa própria cultura. Como diria Renato Russo: “não precisamos mais dos seus enlatados”.

Bom, era isso, na boa. Tudo na paz.  Ao contrário, do show morno, do inglês, o Ultraje, atualmente formado por Roger e Marcos Kleine(guitarra), Mingau (baixo-ex Ratos de Porão) e Bacalhau(bateria) teve suas músicas cantadas pelo público. Além do livro, os rapazes integram o elenco do programa “Agora é Tarde”, um talk show com o humorista Danilo Gentili. Porque se é para fazer merda, a gente mesmo faz. Não precisa importar.

Anúncios

1 comentário

  1. Excelente Post. Acho que traduziu o sentimento de muitos brasileiros que como eu, não suportam mais a arrogância desses gringos. Claro que nem todos são assim, mas pessoas como este Peter Gabriel deveriam ser proibidos de entrar em nosso país. Não por retaliação ou algo desse gênero, a questão é que ele não merece, não está apto a conviver com o nosso maravilhoso povo e ponto final. Never Go Back Peter Gabriel!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: