“INFERNO” de Dan Brown – Resenha do Livro

download (8)O intrépido e renomado simbologista, da Universidade Harvard, Robert Langdon, interpretado no cinema, pelo ator norte americano, Tom Hanks, em duas versões cinematográficas, feitas por Hollywood, se vê as voltas de mais uma aventura rocambolesca, travestida de uma trama eletrizante, que envolve a disseminação, por um cientista transhumanista; de um vírus letal , envolto em um minitubo de metal com lacre biológico, que pode causar a destruição de toda a humanidade.

22_O pesadelo - Lars Kepler

O ritmo, como sempre é ágil, é vero, mas ao longo das páginas, percebemos, a mesma estratégia , dos títulos anteriores do renomado professor de Simbologia, no entanto, com uma nova dinâmica, do que configurou, como o lugar comum, de uma obra best seller. Engraçado que o truque, ou clichê, vem sendo adotado por outros autores que buscam o sucesso nas vendas. Neste quesito, notamos semelhanças com “O Pesadelo” de Lars Kepler.

images (6)

Isso ocorre, com a utilização de capítulos curtos, o que impõe, ao leitor, uma narrativa mais rápida, causando a impressão de uma trama eletrizante, o que na verdade, nos sugere, facilitar sua adaptação para mais uma provável continuação, para um bom enredo, para virar mais um filme da série protagonizada por Tom Hanks.

Antes de estourar, no “Hit Parade” da Literatura mundial, vende como pãozinho quentinho na padaria, em todos os continentes, com “O Código de Da Vinci”, o autor , Dan Brown, já havia tentado, sem a mesma eficácia, apesar do bom marketing, encontrar um caminho, um filão, com “Ponto de Impacto” e “Fortaleza Digital”. Apesar de manter seu nome, vivo, no mercado editorial, ainda não havia encontrado a fórmula mágica da receita do bolo do best seller.

ofalcc3a3omaltc3aas

Isso começou a mudar, com a introdução, em sua carreira literária, do personagem de professor Roberto Langdon, um renomado simbologista, como se fosse um Sam Spade, o detetive particular, do clássico “O Falcão Maltês, de Dashiell Hammett,em “Anjos e Demônios” dando origem a série que se seguiria, alcançando a receita do sucesso,a polêmica, buscando em temas ligados à religião.

anjos-e-demc3b4nios

Assim, o autor, ambientou sua tama no Vaticano, provocando a ira da Igreja Católica. Assim, o ingrediente principal de sua guinada literária, rumos aos louros da fama, passou a ser, utilizar-se de temas tabus, da religião sob o signo da conspiração. Funcionou muito bem em “Anjos e Demônios” e alcançou seu ápice em “O Código de Da Vinci”, que tinha como pano de fundo uma suposta descendência de Jesus Cristo, que , em sua ficção, teria tido um caso de amor com Maria Madalena e gerado um filho que seria a origem de uma nobre linhagem de reis e rainhas da Europa. Na obra, a Opus Dei, uma espécie de sociedade secreta dos católicos, busca impedir que o professor descubra o Santo Graal e comprove a tese que abalaria a fé do mundo ocidental.

200px-DaVinciCode

Quando li ” O Código”, fiquei deslumbrado, como todo o mundo, com a força da história, uma ficção, é claro, mas original e criativa, naquele momento, catapultando o autor ao olimpo dos grandes escritores de best sellers. Acontece, que Dan Brown caiu na cilada do lugar comum, repetindo a fórmula em “O Símbolo Perdido“, tendo como alvo, e conquistando novos desafetos, dessa vez com a Maçonaria. Dessa vez, em “Inferno”, utilizou-se , mais uma vez, da mesma estratégia, o que deixou a impressão de que sua receita do sucesso estaria desgastada. E , de fato, foi isso que aconteceu. O romance parece mais uma história de Sessão da Tarde. Começa com o professor desmemoriado em um hospital em Florença, na Itália.

Então, o mesmo, sofre um atentado e mais uma vez tem que fugir dos malvados que querem matá-lo. Como sempre, mais uma vez, de novo, Robert Langdon, tem uma nova companheira, mais uma mulher linda e inteligente,como nos outros livros da série, dessa vez, trata-se de Siena Brooks, uma jovem médica, que dará a tônica das reviravoltas da trama.

download (7)

Dan Brown utiliza “A Divina Comédia” do poeta italiano Dante Alighieri, um dos mais influente da Literaura ocidental, segundo Victor Hugo, o grande poeta francês, autor dos clássicos “Os Miseráveis” e ” O Corcunda de Notre Dame”, como ano de fundo para ambientar a nova aventura do mais famoso professor de Simbologia de todos os tempos segundo o autor. Mas, ao contrário, do que sugere a contracapa do livro, as expectativas dão com os burros na água, por assim dizer. Inferno, o título do livro, também é o nome do vírus letal, criado por um cientista transhumanista, que ameaça a humanidade, o que nos remete a antimatéria de “Anjos e Demônios“.

310

Enfim, é mais do mesmo. O velho e manjado expediente de simular erudição, por mais uma vez, de novo, e outra vez; utilizar-se de assuntos ligados à História da Arte, desta vez faz uso do Mapa do Inferno, quadro de Botticelli, recurso usado em sua obra prima, com a Mona Lisa; configurando assim, o mesmo enredo, apenas mudando as cores das peças de um mesmo jogo.Incrível. Só, que desta vez, o tal recurso, uma repetição, não causa tanto efeito como antes. Portanto, o livro é uma grade decepção, pois o leitor esperava encontrar o escritor original e criativo, de “O Código de Da Vinci“, o que não se repete em “Inferno”que fica parecendo uma cópia simplesmente, infelizmente, é essa impressão que passa ao leitor.

download (6)

O autor, Dan Brown, guinado a condição de ídolo pop, como um astro do Rock, uma celebridade do mundo do cinema, não é tão genial como Umberto Eco. Assim, o rótulo de best seller e a boa divulgação, por meio de estratégias de marketing não garantem a qualidade do produto, que deveria ser uma boa história. O desgaste do professor está consumado com a falta de interesse dos estúdios de Hollywood de continuar a série e sua baixa bilheteria, o que sugere a aposentadoria de Robert Langdon em Harvard.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: