Motorama, Post Punk Russo

Motorama https://soundcloud.com/motorama é uma banda Post Punk de Rostov-on-Don, na Rússia. Um grupo de Rock de meninos com uma menina no baixo.

Aliás, Motorama, é uma das bandas , russas, que mais vem se destacando na cena independente local, nos Balcãs, e também ganhado destaque no cenário internacional.

Foi fundada em 2005, por Vladislav Parshim, vocal e guitarra, hoje conta com Airin Marchenko, a menina, no baixo.

Resultado de imagem para baixista Airin Marchenko

Além de Maxim Polivanov, guitarra; Alexander Norets, teclados; e Oleg Chernov, na bateria.

Eles fazem um som na linha do Human Tetris https://tecnocibernetico.wordpress.com/2016/04/30/human-tetris-rock-gotico-de-moscou/ , outra banda russa de Moscou, com fortes influências, do Pós Punk, do Joy Divison.

Já lançaram três álbuns, o primeiro
“Alps”, em 2010, de forma independente; em 2012, “Calendar”e
“Poverty”, em 2015, ambos pela Talitres Records.
 

 

 

 

Anúncios

Human Tetris- Rock Gótico de Moscou

Human Tetris- Rock Gótico de Moscou.

Escrito por Boris de Pedra

Human Tetris é uma banda formada em Moscou, Rússia, em 2008 por : Arvid Kriger (vocal e guitarra), Maxim Zaytsev (baixo), Maxim Keller (guitarra), Sasha Kondyr (bateria).

A sonoridade da banda lembra muito o Joy Division; a voz de Kriger se assemelha muito ao timbre de Ian Curtis.

Devido a essa e outras características, a banda, pode ser classificada como Post Punk, mas precisamente ao renascimento de um estilo, na primeira década do século XXI, que esteve em voga, na vanguarda, na década de 1980, tendo o Joy Division como um de seus maiores representantes.

Na Europa e Estados Unidos, o Post Punk, também a vertente New Wave, estilos que seguiram adiante após o movimento Punk, o rock gótico também chamado de dark wave, que no século XXI ganha seu revival, em meio ao Indie Rock, como bandas como o Interpol e que tem muitos cultuadores na Rússia como o Human Tetris.

Apesar de serem russos, os Human Tetris cantam em inglês, como a maioria das bandas de rock de Goiânia, isso realmente facilita entrar no mercado internacional, possivelmente o motivo de ter tido acesso ao Human Tetris.

Como baixista, que sou e fã do Peter Hook, aquele que chamei de Jimmy Page do New Order, o estilo, do Human Tetris deles me agrada muito, a linha de baixo na frente, uma guitarra esperta e sofisticada, cheia de nuances, bateria seca, chimbal dobrado, técnica que ficou famosa com o U2; enfim até, naquela época, em 1986, adolescente, montei uma banda Doentes à Procura da Cura (dpC) com essa pegada. E de carona, nesse revival, rebatizada de doentes do Amor (ddA).

O Human Tetris funcionou até 2012. Nesse meio tempo lançaram três materiais: ”Human Tetris”, ”Soldiers” e ”Happy way in the maze of rebirth”.

Arrisco dizer que quem curte o universo gótico vai ter muita afinidade pelos moscovitas, são músicas atuais com aquela pegada marcante do Joy, dos primeiros discos do The Cure, outra grande influência minha; como baixista e compositor; enfim, que nos arremetem ao Krautrock, uma faceta, proto punk, do rock alemão, que somado ao rock progressivo, foram o alicerce, para a fomentação e invenção da música eletrônica com o Kraftwerk.

 

!!!