Arquivos de Categoria: anjos góticos

” POEMA ESCURO” ( Eu Sou A Escuridão)

 Eu sou a Escuridão Por isso você não me vê Pouco importa se estou a sofrer                                         Ou se essa angústia me traz vontade de morrer Eu sou a escuridão que você não vê No vale das sombras, deprimido,amargurado e humilhado, eu caminho Com meus erros, com minhas mundanas paixões e, como rei dos tolos, minha coroa de …

Continuar lendo

Poesia – “SOTURNO”

“SOTURNO “   Se Tudo É Obscuro  Mórbido Sem encanto   Tudo É Soturno E parece me abater Tudo é Tão Escuro Nas ruínas do meu ser   A profundeza da tristeza parece me envolver Em um abraço apertado que não posso conter Sinto a alegria que havia em mim se dissolver    Abrindo uma ferida …

Continuar lendo

Poesia – “ELEGIA”

“Elegia” Opaco, turvo e sombrio Triste, soturno e vazio Obscuro sinistro lamento Amargo, doloroso sofrimento Que me arrasta De forma nefasta Pelo desfiladeiro Da agonia o verso derradeiro desta minha elegia Emoção desvairante Entristece meu semblante Comoção que instiga Essa depressão angustiante Estou em apuros Tudo à minha volta é escuro Só há consternação Rancor, …

Continuar lendo

Poesia – “Caminho Nas Sombras”

“Caminho nas Sombras“ Depois que você decidiu Que era mesmo o fim Tudo em minha vida Ficou amargo ficou ruim De uma hora para outra o céu ficou nublado e começou a chover Você não sabe o tanto que isso me fez sofrer Sofri e confesso que a tristeza me detonou Me passou uma rasteira …

Continuar lendo

Poesia – “ENTRELINHAS”

“Entrelinhas” A lua parecia distante E sozinha Mas nas entrelinhas Existia uma emoção Tão forte Ou mais intensa que a própria Paixão Não sabia O que sentia Mas algo me dizia Que a intuição nos envolvia Um verso, Um poema, A emoção nos unia Por meio da poesia Pelo pensamento Que poderia ser um sentimento …

Continuar lendo

Poesia – “POEMA VAZIO”

“Poema Vazio” Carlos Pompeu A sensação do vazio é terrível Algo inconcebível Para a razão que cede terreno à emoção Para o sentimento pequeno Que espanca a alma Com agitação, nervosismo Sem piedade e nenhuma calma Violência e impaciência O Vazio absorve e consome A alegria que se transforma na forma De uma melancolia Legítima …

Continuar lendo

Poesia – “CALAFRIOS”

“Calafrios” A noite esvazia e escurece Minha alma que entristece Amarga e devastada Como uma pessoa atormentada Arrasada e arrastada Pela melancolia Para uma insolente elegia Que possui meus sentidos Me deixando abatido Ferozmente deprimido Me sinto envolvido Pela escuridão Só há trevas em meu coração Não há esperança Só sinto solidão Calafrios me afligem …

Continuar lendo

Poesia – “ANJOS GÓTICOS”

Anjos Góticos   Com os meu olhos carregados e úmidos Trago no peito o amargo sentimento Da desconfiança que encena minha dor Como uma dança   Uma triste e íntima pajelança Do escuro caminho que trilho Assobio a canção sem estribilho O desencanto de um sonho que evaporou Semeando a tristeza que sobrou Me levando …

Continuar lendo